terça-feira, 12 de abril de 2011

Não despreze o conteúdo de seus sonhos





Nossos sonhos, por mais bizarros e sem sentido que possam parecer, contém um rico e vasto conteúdo de nosso inconsciente que precisa ser explorado e interpretado.

Muitas vezes, quando acordamos, costumamos dizer que tivemos um sonho maluco e confuso, e damos até risada de seu conteúdo, fazendo com que o desprezemos.

 Algumas vezes, durante o dia, somos assaltados pela lembrança do sonho, que nos faz sentir incomodados e estranhamos as sensações que isso nos traz, mas ainda assim, não valorizamos e não damos atenção ao seu real sentido.
Porém, esse sonho tão incompreensível à nossa limitada razão, contém precioso material que precisa ser liberado de nosso inconsciente.

Se o sonho é confuso e caótico, está nos mostrando o caos que existe dentro de nós e que tanto fingimos não perceber, ignorando por completo, enquanto tentamos acreditar que todo o sofrimento de nossa vida deve-se a fatores externos, por causa de pessoas que nos desagradam ou de circunstâncias ruins de nossa vida.

O sonho nos mostra os desejos, medos, sentimentos, crenças que estão ocultos em nosso inconsciente, clamando por serem trazidos à luz de nossa consciência, para serem dissolvidos e solucionados, libertando-nos de nossos sofrimentos.

Mas como não damos atenção ao seu apelo, e reprimimos e negamos todas as formas que nosso Eu Real busca na tentativa de nos fazer despertar, uma das poucas formas que encontra, é através dos sonhos, pois é quando o ego sai de cena e nos deixa livres nas mãos de nosso Eu Real.

Aliás, fazendo um à parte, é por conta da liberação que o inconsciente promove durante nosso sono, que é tão libertadora, que muitas pessoas, quando são muito controladoras, não conseguem dormir e sofrem de insônia, pois temem que “algo aconteça, que as tire do controle, sem que elas estejam acordadas para proteger-se”.
Para descobrirmos o significado de nossos sonhos, devemos nos sintonizarmos a ele, de forma consciente, através de uma “meditação”, com real intenção de que a verdade nos seja mostrada.

Desta forma, poderemos obter intuições e percepções muito específicas, como respostas aos nossos apelos de “ajuda e mudanças”, que estarão diretamente relacionadas ao momento que estamos vivendo ou às questões mais urgentes de nossa vida que precisam ser equilibradas e iluminadas.

Este tipo de “meditação” poderá nos levar a compreender questões ainda mais profundas, que nem mesmo podemos imaginar que existem e que necessitam de esclarecimento e solução.

O sonho estará relacionado a algum tipo de “estrutura ou padrão”, dentro do qual estamos aprisionados.
As respostas poderão vir de forma muito esclarecedora, pois poderemos descobrir, inclusive, por quais motivos nos mantemos prisioneiros de nós mesmos, dentro dos tais padrões aos quais o sonho poderá estar relacionado.

Algumas vezes, os sonhos apontarão para uma questão especifica que aparentemente está isolada de nosso todo ou de nossas questões conscientes, que na verdade se mostrará como sendo o coração de muitas de nossas questões, ou seja, olhar para um simples sonho, que nos direciona a um simples ponto, poderá significar que estamos recebendo as respostas de “nossa vida”, no sentido de que o simples fato de fazermos essa descoberta consciente ou pelo simples fato de darmos uma atenção especial ao significado do sonho, algumas vezes será o bastante para que sejam liberados bloqueios energéticos muito antigos, o que poderá trazer uma dissolução de muitos outros bloqueios relacionados a esse, como uma reação em cadeia.
Portanto, se dermos atenção aos conteúdos de nossos sonhos, com o simples desejo responsável de encontrarmos o real sentido que eles nos trazem, poderá ser o suficiente para que isso nos transporte a questões muito complexas e que nos parecem improváveis de serem dissolvidas ou solucionadas, mas que o próprio fato de serem “tocados ou encontrados”, já trarão a condição de solução.

Quando fazemos uma “meditação com essa intenção”, ao ultrapassarmos a fase da avaliação do sonho em si, com uma atitude de entrega, de um instante a outro poderemos nos perceber lembrando de algo ou sentindo, como se tivéssemos sido transportados para determinada questão/momento de nossa vida que estava tão “esquecida e aparentemente solucionada”...

Por conta disto, deveremos nos manter muito atentos, pois poderemos racionalizar acreditando que nossa mente saiu do foco do sonho e nos levou a outro lugar que nada tem a ver com o sonho, o que poderá fazer com que não aproveitemos a viagem que o simples fato de darmos atenção ao sonho nos proporcionou.

Algumas vezes, poderemos ser transportados para um momento de nossa infância ou de vidas passadas, ou descobrirmos alguma Imagem Mental.

Se nos percebermos dentro de alguma destas situações, poderemos igualmente explorá-las, para uma maior conscientização e compreensão, para que, depois disto, caso desejemos, possamos nos aprofundar ainda mais, para além destas questões, chegando a outras ainda mais “desconhecidas por nós” e de extrema importância.

 Para uma melhor compreensão, podemos criar uma imagem para isso: como se fizéssemos um mergulho ao centro da Terra em que, a cada escavação, chegamos a um ponto, a um “lugar”, e poderemos achar que não há mais nada a conhecer, que já chegamos ao limite e que descobrimos tudo o que existia Terra adentro, porém, se continuarmos a escavar, poderemos nos descobrir em lugares ainda mais inimagináveis, e assim por diante.

É em uma aventura assim, que exploração profunda, responsável e consciente de um simples sonho poderá nos levar.
Na exploração do significado do sonho, quando acreditamos que já encontramos o que ele tinha para nos mostrar, se perseverarmos no mergulho, poderemos ser levados a um aprofundamento para além sonho, que poderá nos levar a lugares que nem imaginamos existir dentro de nós, fazendo-nos descobrir que existem questões de nossa vida, amarras e bloqueios que nos aprisionam, sem que tenhamos essa consciência.

O sonho passa a ser um portal, que nos leva a descobrir não somente o seu significado mais superficial, dos habituais arquétipos, por exemplo, mas para descobertas que vão além destas interpretações, e que nos transportam a lugares que poderão nos levar a outros lugares, que serão apenas portais de passagem de uma vida limitada e insatisfatória, para uma vida de maior consciência e sabedoria.

Cuide do conteúdo de seus sonhos, dê a importância devida a eles, desde que seja com discernimento, responsabilidade e sabedoria.
Fonte:stum

 
 
 
 
 
Postar um comentário