quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

A dança da Lua ao longo do ano - Mirella Faur

Desde a antiguidade a Lua exerceu um profundo fascínio sobre a mente e a imaginação humanas e tornou-se o principal assunto de inúmeros mitos, lendas, poemas, canções e obras de arte. Considerada por várias tradições e culturas como o símbolo celeste do princípio feminino, a Lua era a própria Mãe Divina, invocada em cultos e rituais para promover a fertilidade e assegurar o crescimento e a nutrição vegetal, animal e humana.

Apesar de a Lua ser comumente considerada um mero satélite da Terra, a relação Lua-Terra funciona como um sistema planetário binário, no qual a Lua, do ponto de vista esotérico, exerce um duplo papel. Enquanto uma face está voltada para o Sol - desta forma conduzindo a luz espiritual, a outra é atraída pela Terra, pela sua dimensão física e material, sendo assim um símbolo do dilema e do desafio do ser humano em se equilibrar entre o espírito e a matéria. A Lua desempenha, portanto, seu papel de mediadora reagindo às energias do Sol e da Terra e ocasionando entre nós os ciclos de transformações naturais, biológicas e humanas. 

O padrão rítmico da Lua foi o modelo primordial dos calendários em uso pelos povos primitivos e era relacionado ao ciclo menstrual da mulher e ao movimento das marés. Um dos primeiros calendários astrológicos conhecidos foi criado pelos babilônios, baseado no ciclo das lunações e chamado “As casas da Lua”, sendo o zodíaco considerado o cinturão da Deusa Ishtar. Em inúmeras tradições e mitos são enumeradas e descritas as fases lunares como personificações da Deusa lunar, em seu aspecto de Donzela (lua crescente), Mãe (lua cheia) e Anciã (lua minguante). A própria criação do Universo foi atribuída pelos gregos à dança da deusa Eurynome, cujos movimentos separaram a luz da escuridão, e o mar, do céu.

O padrão energético lunar é o primeiro a ser absorvido pelo filho na hora do nascimento, sendo depois ativado pelo contato com a mãe física e pelas condições do mundo exterior. A partir do primeiro alento, a influência da Lua natal irá permear todas as experiências da vida da pessoa, definindo a estruturação e o desenvolvimento da personalidade.

Enquanto o Sol astrológico representa a individualidade, a Lua revela a personalidade - a máscara social - e a maneira de responder às experiências e aos estímulos externos. O processo de autoconhecimento inclui explorar as profundezas da Lua (da personalidade) para encontrar a luz do Sol (a individualidade central). 

Quando o Sol e a Lua estão em equilíbrio, a combinação das suas energias permite a integração das frações divididas da psique, estabelecendo uma união harmônica das polaridades. 

A Lua atua como um receptor seletivo das impressões do mundo exterior, colocando em evidência e selecionando aquelas às quais vamos responder conscientemente. Observamos a influência da Lua na mutabilidade das nossas reações às vivências cotidianas, pois ela nos protege e guia, ativando ou modificando nossos padrões habituais de comportamento. Pela posição da Lua no mapa natal identificam-se os padrões emocionais, o tipo e a qualidade dos relacionamentos, a maneira de responder às necessidades próprias e as dos outros, bem como a expressão ou o bloqueio de talentos naturais como intuição, inspiração e criatividade.

O elemento do signo astrológico em que a Lua estiver situada no mapa natal indica a capacidade de autonutrição, os padrões costumeiros da reação instintiva e o tipo de energia necessária para a adaptação às situações e aos ambientes. A maioria das pessoas conhece seu signo solar, ou seja, aquele signo do Zodíaco em que o Sol estava “passando” na data do seu nascimento. No entanto, muitos poucos sabem qual é o seu signo lunar, importante dado astrológico, principalmente para as mulheres, cuja energia e ciclos fluem em função dos ritmos lunares.

A mulher que conhece seu signo lunar e que acompanha o movimento da Lua através de seus signos e fases poderá perceber não apenas suas flutuações de humor e seus ciclos biológicos, mas também o aumento de sua percepção psíquica e o aguçamento de sua sensibilidade. Ela poderá assim tirar proveito destas características, ou ao contrário, proteger sua vulnerabilidade.

Enquanto o Sol gasta um ano para percorrer a Roda do Zodíaco, a Lua a percorre em um mês, permanecendo em cada signo aproximadamente dois dias e meio. A passagem da Lua pelo signo solar individual reforça as características do nativo, aumentando assim o seu poder pessoal. Pedidos, orações, rituais, afirmações e encantamentos, feitos no dia em que a Lua está no signo solar natal, serão potencializados e sua realização será facilitada.

A Lua nos signos de fogo propicia uma resposta rápida, entusiasta e uma visão otimista perante a vida, podendo fluir com as mudanças, sem se apegar aos esquemas e à rotina. O desafio é representado pela impaciência, as ações impulsivas e precipitadas, as atitudes egocêntricas e hedonistas.

A Lua nos signos de terra incentiva a busca da segurança e da estabilidade, do enraizamento e da praticidade. Atitudes, convicções e valores dependem das percepções sensoriais e do contato com o mundo tangível. Deve ser avaliada e vencida a insegurança em relação aos sentimentos, às emoções e à aceitação social e pessoal. Pode ser percebida uma resistência às mudanças e a permanente preocupação com a realização profissional.

A Lua em signos de ar intelectualiza os sentimentos e as emoções, colocando em primeiro plano o intelecto e reprimindo ou negligenciando os sentimentos. É necessário incentivar a expressão e a comunicação, tanto mental quanto emocional, para conseguir evitar uma dicotomia e um conseqüente desequilíbrio interior.

A Lua nos signos de água enfatiza a necessidade de vivenciar e lidar com emoções e sentimentos, procurando evitar a vulnerabilidade afetiva e a hipersensibilidade. A vida é percebida por um filtro emocional, fato que exacerba a empatia e dificulta a adaptação às mudanças.

Existem outros pontos lunares “de poder” ao longo do ano. Anualmente, cada pessoa terá uma lua cheia e uma lua nova no seu signo solar. A lua nova representa um convite para a introspecção, contemplação e alinhamento espiritual. Como acontece geralmente próximo ao aniversário, esta fase pode ser usada como uma preparação para o seu retorno solar (o novo ciclo que se estende de um aniversário até o próximo).

Já a lua cheia convida para uma celebração e colheita das realizações e conquistas, bem como uma oportunidade de direcionar a criatividade ampliada para novas metas. Como a Lua passa por todas as suas fases em todos os signos zodiacais, é importante também saber quando acontecerão a lua crescente e a minguante no seu signo solar.

A lua crescente é propícia para iniciar um projeto, mudança ou viagem, enquanto a minguante representa um momento de reflexão e avaliação das experiências e dos aprendizados, favorecendo o desapego ritualístico das perdas, decepções, mágoas e dores.

DA NATUREZA DAS SACERDOTISAS

Simplesmente Recebemos…..Amamos……e Compartilhamos……..
Uma sacerdotisa  não se torna sacerdotisa  por meio de um ritual,
ela nasce sacerdotisa
Uma sacerdotisa não poder ser dominada, ela é um ser indomável
ela  é iluminada,  é a sombra e a luz escuridão e Terra, Céu Lua, estrelas, Mar, Rio e Sol
Uma sacerdotisa se desenvolve a partir do momento que nasce
seu nascimento envolve algo misterioso, pode ser o mistérios natural da vida ou uma tempestade durante o parto, uma luz diferente…
Uma sacerdotisa sempre encontra seu ” Circulo de Mulheres”
Acima de qualquer coisa uma sacerdotisa sempre será uma sacerdotisa
não importando a que religião ela venha ter, ou venha a assumir
pois jamais esta presa a dogmas, ela é uma mulher livre, jovem, mãe e sábia
Primavera , Verão, Outono e Inverno…Ciclica!
Uma sacerdotisa sente prazer em seu corpo de varias formas:
sexual, espiritual, emocional
Seu poder é uma coisa que se estende além dela
é uma coisa que não será domada ou explicada em poucas palavras
antes de qualquer coisa uma sacerdotisa sabe que é portadora do mistério
o mistérios de suas antepassadas,mesmo que não as tenha conhecido
porque toda sacerdotisa é a mesma que fora queimada no passado
A sacerdotisa é um canal com outros mundos,
Ela é a raiz da essência feminina
Mas antes de qualquer ritual a sacerdotisa reverencia a si mesma e a seu corpo
ela sabe que é o mistério oculto, que da passagem a todos os mistérios
A sacerdotisa sabe que seu corpo é sagrado:porque seu corpo é a Terra
Quando tem qualquer mínima noção do que é a Deusa,
Por menos a noção que tenha ela dedica a sua vida e sua busca pra compreende-la
Até o momento em que ela compreende algo muito mais fácil do que compreender a Deusa…Ela compreende que só deve sentir e permitir que a Deusa atue em seu mundo.
Na Cirandda da Lua, trilhamos um belo trabalho com a Cura da Alma Feminina!
Minha Jornada com Círculos de Mulheres…Se tocar seu coração…Leia…

Minha jornada com Círculos de Mulheres teve inicio muito cedo. Ainda menina nas cirandas de roda, girávamos e cantávamos, celebrando a vida através dos passos cantados. Fui crescendo e percebi que nós, meninas, viramos meninas moças, borboletas, fadas  e continuamos em roda para falar dos primeiros amores, dos medos, das alegrias. Então, notei que as mulheres de minha família e também de outras famílias fazem parte de um grande “Circulo de Mulheres” que acolhe, conforta, aquece e transforma!
Cresci de tamanho e responsabilidade… Descobri-me “educadora”, com curso e tudo mais… E aos 20 anos nasceu meu lindo Filho o Jô, fruto de um lindo e apaixonante amor, me dividi em todos os papéis e faces da deusa: Mãe, Donzela, Sábia, Amante, Menina… A maternidade, uma face nata que amo demais, despertou algo inconsciente que desabrochou a cada dia: o desejo em “Gestar Círculos de Mulheres”, ainda não tinha idéia e nem sei se tenho hoje de onde poderia chegar, mas sei que algo me alimentava, nutria… Fui aprender um bocadinho na área de artes, de pedagogia, dança, fiz pós-graduação em psicopedagogia, arte terapia…
Trabalhei em banco pra pagar os estudos e dei aula em colégios maravilhosos, onde as crianças, amigos queridos, me ensinavam todos os dias novas brincadeiras, a como sonhar, rir, encantar…
Já ia me esquecendo, quando o Jô, meu lindo filho estava com 2 anos me separei, mas não foi triste não, só não sabia muito o que fazer, mas sempre acreditei que tudo tem sua hora certa…
Algum tempinho depois, decidi que queria ter mais um filho, e ai, veio a Juju, minha linda rainha dos sonhos, fruto de um novo momento, um pouco diferente, segundo minha terapeuta a Divina Ana Lúcia … Um casamento de resgate de vida, só isso…
Quando Juju estava com 3 anos, me separei, e  tive o prazer de  iniciar uma nova jornada na Coordenação de  uma Escola de Educação Infantil, a Século XXI,com meu ex marido,  que durou  9 anos.
Neste “Jardim” decidi retomar minha jornada com círculos, inicialmente pude observar que as meninas sempre estão em roda e os meninos correndo, jogando bola… Não que as meninas não joguem bola e não corram, mas sinto que a necessidade da mulher de formar círculos é inerente à sua vontade.
Também realizei projetos, tais como: “Escola do Saber; Circulo Filosófico”, entre outros, com diversos grupos com os mais diferentes temas, onde por mais que eu abrisse a possibilidade da participação dos homens, meu maior público sempre foi o feminino.
Percebia que algo florescia, despertava, tomava forma… Uma saudade, um desejo… Algo estava nascendo, ou renascendo… Busquei mais embasamento, foram focos específicos… Lendo sobre muitos temas que envolvem o Universo Feminino, a religião da Terra, a Mitologia… Muita inspiração… Encontrei em Jean Shinoda Bolen, Milionésimo Circulo, em Clarissa Pinkola Estes e outras mulheres DIVINAS um néctar que me nutriu profundamente… E ainda, descobri o rico universo das Danças Circulares Sagradas, da Dançaterapia, e da Biodança… Esta alquimia de sabedoria,  naquele instante , deu  sentido a tudo que buscava!EU DESEJAVA me dedicar a honrar a sacralidade do feminino!
Com este rico manancial de sabedoria ancestral, unida a sabedoria contemporânea e minha jornada pessoal, em 2003, ainda na Escola Século XXI, organizei dois círculos de mulheres, o tema: “ O Divino Feminino”!
Em 2006, acreditando na bela sincronicidade que a vida nos proporciona, continuei na coordenação da Século XXI e dei inicio a uma nova jornada em outros espaços físicos, até que acabei criando coragem e loquei um Espaço para Cirandda da Lua, inicialmente dividindo  uma sala  dentro de uma clínica de psicologia, onde tive a oportunidade de aprender com mais uma destas mulheres-meninas que tem sonhos como Eu, a Patricia Fox… Foi uma parceria breve, mais rica… Patricia já realiza um trabalho com o feminino na Hera Mágica a um bom tempo e sei que de alguma forma cada uma de nós pode contribuir com o crescimento da outra… Depois, cada uma de nós seguiu a sua trilha da heroína e fiquei neste mesmo espaço físico… Em janeiro de  2009 tive a oportunidade de assumir este espaço e novamente seguindo meu coração…Encarei o amoroso desafio….
O Circulo da Vida sempre gira e hoje, inspirada nesta experiência de vida e com profunda dedicação, embasamento teórico, sou facilitadora de “Círculos de Mulheres” destinados ao Resgate do Sagrado Feminino. Gosto do nome “Guardiã de Círculos de Mulheres”, pois acabamos guardando , preservando, alimentando os círculos para que eles possam criar forma, girar…
O Circulo de Sacerdotisas teve inicio em setembro de 2007, fruto do curso Divina Afrodite, que durante sua “gestação” teceu-se verdadeiramente um espírito de clã, inspirado pelo sagrado, pela responsabilidade, pelos nítidos laços de amor, amizade e cumplicidade que nos unem, amparam e protegem! Mas não posso esquecer, também tiveram muitas sombras, muitas jonadas de  Perséfone…ou seria Inanna…Luz e sombra…Primavera, Verão, Outono e Inverno…Nova, Crescente, Cheia e Minguante…
A minha “ história” com Afrodite também é muito especial….mas hoje já escrevi DEMAIS! Nem sei se você conseguiu chegar até aqui…. Só sei que a dança do Circulo me cura.
Ao longo destes anos de caminhada, muitas mulheres vêm participando dos Círculos da Cirandda da Lua, vivenciam muitas e visíveis transformações, verdadeiras metamorfoses.
Meu maior sonho…
Desejo que mais mulheres busquem a si mesmas e a sua essência, resgatando a luz e a sombra desta autodescoberta.
Sou a Soraya Yayá….Filha de Dona Benê e seu Ivo;  neta de Vó Linda Zica, Vô Ovidio, Vô Angelina e Vô Zequinha! Mãe de Juju e Jô e Deusa…Amante de Priba….Amiga de muitas deusas e deuses…de meninos e meninas…mas hoje minha gratidão Especial vai pra Luciene ( In memória) querida amiga de 9 anos no Século XXI, a todos os pais e crianças deste lindo projeto, a Val Ciranddete, Mil Epítetos, sem Ela não daria pra tecer a Theia da Vida, o Templo de Afrodite…a Equipe de Apoio….a tecelã, amiga querida  Cris, Larson…..e todos os amados e amadas Ciranddeiros…..As Sacerdotisas de Afrodite meu respeito e reverencia!
Hooooooooo!!!!!!!!

Bençãos de Afrodite!
Soraya Yayá!

Sacerdotisas (O poder da energia feminina )




                                O poder da Energia Feminina!
Se formos buscar o significado da palavra “Sacerdotisa” entre os livros; encontramos definições meramente simplistas, machistas e repletas de misticismo, vejamos algumas delas:

“As sacerdotisas eram belas mulheres e bastantes poderosas, cada uma representando um elemento diferente. O cargo era passado de mulher em mulher ao longo dos anos”.

“Entre os antigos, era aquela que tratava de assuntos religiosos e tinha o poder de oferecer vítimas à divindade”.

“É a pessoa dedicada e consagrada a fazer, celebrar e oferecer sacrifícios a suas divindades, por sua vez se chama sumo sacerdote a máxima autoridade em uma religião”.

Porém, a frase que mais chegou perto do seu verdadeiro significado foi: “Era aquela que distribuía os dons sagrados ou divinos, que cumpre uma missão elevada”.

Em uma lápide, repleta de hieróglifos e símbolos sob a qual jazia intacto o corpo de Hermes Trismegisto dizia: 

“O que está embaixo é como o que está em cima, e o que está em cima é como o que está em baixo, a fim de que as maravilhas do Uno se realizem.

 E assim todas as coisas se fizeram do Uno, através de um mediador (a), assim todas elas nasceram desse único casamento”.

Uma Sacerdotisa é uma mulher que dentro de um programa de treinamento especial, aprende a ter a ciência de uma Deusa que existe no seu interior.

As Sacerdotisas é que faziam os homens Super Deuses, pois têm muito mais poder, equilíbrio e controle do que os homens.

As sacerdotisas ou as “Mulheres Deusas” vieram de mundos distantes. Desde a época da povoação da Terra, a energia criadora, a energia feminina já tinha uma incidência muito forte, e agora na Era de Aquário – da energia feminina – é o momento das mulheres potencializarem em 150 vezes mais o seu campo mental. 

As mulheres têm 37 canais mentais ativos enquanto os homens têm apenas 18.

Infelizmente este conhecimento se perdeu no tempo. As técnicas das sacerdotisas que utilizavam para fazer com que os homens fossem Deuses ou Semi-Deuses, Super-homens em nível de energia, principalmente quando foi queimada a biblioteca de Alexandria.

As lideranças religiosas e outras eliminaram todos os livros e pergaminhos que continham as “receitas milagrosas”, todas as técnicas poderosas que pudessem tornar o homem um Ser mais superior a tudo e sem guerras e competição que existe hoje por poder e riqueza.

Na história do Egito, quem treinava os sacerdotes, os homens que faziam a iniciação; eram as Sacerdotisas, pois são as mulheres é que dão a vida, é que geram esse campo de energia e preparavam os sacerdotes para manipularem suas energias por isso foram descriminadas.

Essa iniciação das “Mulheres Deusas”, das Amazonas, das sacerdotisas, era justamente para preparar a vinda de Cristo, e promover uma mudança geral em nível de freqüência de vibração. 

Vieram para dar equilíbrio, mas a bíblia retirou muitas coisas conforme o seu interesse justamente para dar uma interpretação duvidosa e não deixar que a população tivesse uma consciência mais ampla.

As Amazonas não matavam nem escravizavam os homens, isto é lenda. Elas ficavam apenas com um único homem, não traíam, e muito menos o homem em relação a elas. Estes homens eram chamados de Sacerdotes por possuírem habilidades extra-sensoriais ativas.

Os Sacerdotes vieram de Plêiades, pois eram os homens que tinham a freqüência mais próxima a elas.

Os sacerdotes tinham mais informações verificadas através das linhas reencarnatórias, por isso treinavam seus discípulos para que a partir dos 21 anos pudessem acelerar sua evolução com informações, treinamento e despertando a sensibilidade para perceberem as altas freqüências vibratórias convertendo-as em energia taquiônica para vibrarem em elevada freqüência (a melhor fase para se desenvolver é dos 12 aos 21 anos, tanto para os homens quanto para as mulheres).

Os Sacerdotes, os Profetas e os Avatares eram pessoas que tinham uma vibração muito próxima a delas e também se destacaram.

Nós estamos na Era de Aquário, da energia feminina, da mudança, é o último estágio dessa geração (nossa). Cada geração tem um período de 5.125 anos para se desenvolver, se não consegue é eliminada através de dilúvio, de catástrofes e cataclismos, da própria irradiação cósmica, de doenças, epidemias.

 É uma seleção natural, segunda e evolução de cada um.

As Sacerdotisas-Amazonas pertencem a uma raça de um mundo distante. Sua galáxia é em forma espiral tendo um núcleo oval, como o formato de uma serpente com sua cauda enrolada (uma forma circular e espiralada) – A constelação de Ophiúchus. A Kundalini é representada por uma serpente por isso. É uma galáxia que num ciclo de 144 mil anos está esticada e depois mais 144 mil anos ela está em forma espiral.

No zodíaco temos 12 signos (Áries, touro, gêmeos, câncer, virgem, leão, libra, escorpião, sagitário, capricórnio, aquário, peixes), cada um representado por uma constelação, mas existe o 13o que está relacionado as sacerdotisas, as Amazonas que vieram depois; depois escorpião seria a serpente (de 30 de novembro à 17 de dezembro), é a 13ª tribo das Deusas e Semi-Deusas. Foi a que mais se destacou em sua época, superou todas as outras.

A História e as lendas distorcem muito do que fizeram realmente. Elas tiveram como missão trazer a paz no planeta.

Como conseqüência do ocorrido em Sodoma e Gomorra; fez com que aumentasse a “densidade” de algumas partes do mundo, devido a má utilização da energia sexual pelos próprios “mensageiros” que vinham a Terra para dificultar, fazendo com que as pessoas não desenvolvessem suas habilidades. 


As amazonas tiveram então a incumbência de reciclar essa energia (neutralizar) e produzir para o mundo uma vibração mais pura estabilizando a Freqüência de Ressonância Schumann no planeta através de suas vibrações sonoras derivadas de suas cordas vocais, com canções e mantras ultrassônicos. 

A entonação de suas vozes, nas canções; faziam vibrar na freqüência da harpa essa sincronicidade.

 As matriciais manipulavam essa energia com a maior facilidade e para que a mudança acontecesse, era preciso que o Ser humano acompanhasse essa vibração, que era feita através da junção da voz e da melodia ressonando a sincronização das moléculas de água, e tudo que possuía água, como os humanos, as plantas, os animais eram influenciados por esta vibração, equilibrando suas partículas. 

As moléculas de água possuem o formato tetraédrico; esse formato; gera energia eletrostática, que é a energia da vida. Vieram para dar um equilíbrio, tanto que conseguiram modificar a vibração não só da água da terra, mas de toda a água do universo.

Alguns estudos indicam que a freqüência de vibração universal para todas as moléculas em sincronia com o cosmo é o formato tetraédrico, tanto que os cristais que revestem interna e externamente as pirâmides do Egito; tem este formato.

Havia também uma missão especial, preparar a vinda de Cristo (mudando a vibração das pessoas), principalmente à linhagem de Maria, Maria Madalena, Sara, Esther, Ruth e outras mais.

Encontramos indícios dessas sacerdotisas em várias civilizações antigas, porém provas mais autênticas de sua existência, foram excluídas porque as lideranças da época queriam eliminar da face da terra o poder mágico que as mulheres possuem, e de tudo que foi ensinado. 

O calendário atual (gregoriano) está totalmente errado, tiraram uma lua, passando o calendário para 12 estações lunares, justamente para desconectar a população da sincronicidade cósmica (das 13 luas).

 O calendário Maia utiliza o ciclo de 144 mil anos; ciclos de 13 meses lunares com 28 dias cada mês, ou seja, consideram a 13a tribo.

As modificações do nosso calendário foram feitas a partir de 717 a.C. por Numa Pompilo; que retirou 1 mês, e teve sua consolidação pelo Padre Gregório XIII, com isto o calendário atual não tem mais a sincronicidade do 13 e sim do 12, isso fez com que a freqüência tetraédrica das células de todos os seres vivos, não correspondessem mais em relação aos raios sincronizadores, tirando a humanidade da freqüência do cosmos, confundindo a consciência e razão, em virtude da queda do campo eletromagnético da Terra. 

Pesquisas científicas indicam que a 30 anos o campo eletromagnético do planeta era de 11 gaus; passou para 4 gaus; e hoje está em 1,3 gaus; quanto mais baixo o campo eletromagnético, mais confusas, loucas e conflituosas ficam as pessoas; se não acompanharmos a sincronicidade dos raios cósmicos, a tendência é cada vez mais piorar a consciência, razão, e o grau de espiritualidade.

 Essa foi a intenção de terem retirado o 13o signo, pois a energia feminina superaria vários fatos, várias dificuldades aqui da terra. 

Com o bloqueio da energia feminina, não há uma produção correta das substâncias químicas produzidas pela pineal e pituitária (como conseqüência a depressão é o 1o sintoma, em seguida vem o medo, pavor, pânico, pesadelo, fobias, inseguranças, incertezas, conflitos e finalmente somatizam para o físico em doenças).

As Sacerdotisas Amazonas tinham uma energia especial, uma energia vibracional muito acima dos homens, mas como as lideranças da época não queriam colocar as mulheres como algo que complementasse, ajudasse na evolução humana, as informações sobre elas foram distorcidas. 

Foram difamadas quando se destacavam como prostitutas; como alguém totalmente oposta ao que eram; ou como se fossem ninguém para neutralizar a energia feminina. 

A verdade sobre elas sempre ficou oculta.

Na bíblia se fala das 12 tribos (de 144 mil pessoas); a 13a tribo está oculta em vários trechos como as mulheres guerreiras, as mulheres habilidosas ou as Deusas e Semi-deusas, porém não são citadas como uma raça, como uma civilização ou tribo.

Possuíam dons extra-sensoriais diversos, manipulando com facilidade as leis universais que vibram na 3a dimensão.

Tinham um poder extraordinário de alquimia, de transmutação, magia e magnetismo pessoal de mexer, de vibrar, de tudo!

 A magia propagava uma energia de afinidade, de carinho em todas as pessoas, e o magnetismo atraia, sintonizava. 

Tinham a magia do sorriso, do olhar, da voz e do beijo.

Em seus olhos traziam magia, uma força extraordinária, conseguiam “falar” milhões de palavras só com o olhar, se faziam entendidas, como um tipo de carisma, que conseguia atrair a atenção das pessoas, de multidões encantando-as.

 Conseguiam fixar (através de uma técnica específica), direcionar, conquistar ou mudar um pensamento para positivo das pessoas através da magia do olhar. 



Tinham o dom da visão, o dom de induzir as pessoas, influenciar para aquilo que deveria ser, de uma maneira sempre positiva. Através do olhar induziam, mexiam, comoviam.

Em sua boca resplandecia um magnetismo pessoal de tamanha natureza que através do seu sorriso encantavam as massas, era justamente quando queriam pacificar, amenizar as guerras, e promover união.

 Liberavam um magnetismo pessoal gigantesco para a humanidade, através da conversação, quando utilizavam a magia dos olhos e do sorriso, não havia ninguém no mundo que diria não à elas, não existia nada que pudesse impedir, mesmo que fosse uma decisão complicada, elas conseguiam encantar, atrair, mexer no campo eletromagnético da pessoa que elas estava fazendo o pedido e conseguiam conquistar.

Com o seu beijo, quando direcionado, fazia subir a energia vibracional do homem, que fixava totalmente na região frontal e mantinha-se assim por um período de 7 meses.

 Eram raros os homens que tinham esse privilégio (os homens-sacerdotes). 

O beijo é um dos meios em que se fecha todo o circuito, tendo uma sincronicidade, com isto todos os meridianos potencializam o magnetismo pessoal no frontal, é uma maneira da pessoa fechar todo o campo. 

Através do beijo elas produziam uma energia gigantesca, extraordinária, que todos os homens ficavam com o seu corpo resplandecente (luzes). 

Da mesma forma que Moisés quando conversou com Deus, o seu rosto resplandecia. São divindades e elas utilizavam isso como algo muito sagrado.

Conseguiam encantar, atrair multidões. A junção da voz e da melodia; ressonavam vibrações celestiais.

Através da música, da melodia ou da variação da freqüência de voz (da entonação), conseguiam até hipnotizar as pessoas tanto homens como mulheres e animais.

 Conseguiam mexer com o campo eletromagnético de tal maneira que refletia na consciência e razão das pessoas, fazendo vibrar as células de uma maneira diferente.

Elas sublimavam tudo! Tudo delas era muito além da nossa realidade porque elas tinham uma cabeça totalmente direcionada, a humanidade deveria ser assim… tudo era de uma maneira sublime.

“A bíblia relata que Abraão, independente de Sara, tinha um relacionamento com uma outra mulher e cita o nome dela vagamente (Agar), essa mulher deu origem a uma nova nação. 

Nação que tinha um número razoável de pessoas todos os nomes, filhos, filhas e descendentes. Ali saiu uma nova geração de imortais.”

Todas as mulheres citadas na Bíblia são da linhagem das Sacerdotisas-Amazonas, propagaram a mensagem de cristo, deixaram sua marca registrada na história, depois se foram, não morreram.

Como elas tiveram relações com os homens-sacerdotes, geraram filhos com eles. Esses filhos tinham uma genética pura, mas já não era diretamente cósmica, era da Terra.

 Esses filhos se relacionaram com outras, com índias, européias, etc., desvirtuando, perdendo as características físicas e também as habilidades.

Maria Madalena foi uma sacerdotisa que dentre os apóstolos mais se desenvolveu vibratoriamente conseguindo alcançar níveis elevados de vibração. 

Despertou inveja, ciúme até entre os apóstolos. 

Seus ensinamentos fizeram com que muitos iniciantes chegassem ao grau mais elevado de evolução, até mesmo os apóstolos conseguiram desenvolver parte dos conhecimentos. 

Maria Madalena também tinha o poder vibratório da entonação de sua voz. Sua linhagem está ligada a supremação; a transmutação, transformar o corpo em luz, a matéria em luz.

Maria (mãe de Jesus) também foi uma mulher especial, com uma genética totalmente diferenciada que também não nasceu de um homem e de uma mulher da Terra. 

Ela veio para gerar um filho que também tinha uma genética e condição especial.

Joana D´Arc foi uma de suas descendentes direta, da 3a geração genética das amazonas,por isso tinha o poder das visões e da manipulação vibracional que interagia até mesmo na matéria, com efeitos físicos. 

Como já era na época medieval e ela oferecia perigo aos reis e imperadores, ela foi queimada na fogueira.

Outras mulheres também tinham a sua genética, como Cleópatra, Medusa, Ísis, Vênus (da mitologia – toda lenda tem um fundo de verdade) são mulheres que fizeram diferença. 

A última que fez essa diferença maior; foi Joana D’Arc. Possuíam faculdades diversas.

Algumas mulheres herdaram sua genética pela miscigenação. Hoje em dia as mulheres que herdaram a sua genética, são as caucasianas. 

Muitas mulheres de hoje viveram na época de Avalon, encarnaram e reencarnaram, eram sacerdotisas, Amazonas, eram deusas e semideusas.

Existem outras descendentes no Brasil. Temos muitas pessoas com estas habilidades extra-sensoriais. 

Deixaram uma herança genética ou vibratória, conforme o grau de evolução ou linhagem da pessoa, através de certas habilidades, só que o condicionamento da 3ª dimensão não deixa que essas habilidades sejam afloradas.

Perseguição:

Por estarem ameaçando a credibilidade da igreja, de imperadores e reis (iriam perder o poder), principalmente Roma; resolveram então; através da Santa Inquisição eliminar todas as pessoas com habilidades extra-sensoriais ativas; já manifestada.

Os líderes mundiais estavam atentos às pessoas que tinham controle mental e que manifestavam estas energias, estes fenômenos (sacerdotisas, magos), pois não obedeciam as regras, conseguiam passar isto para a população, e isto era uma ameaça, por isto caçavam e matavam, para que a população não tivesse acesso a este conhecimento.

Para a igreja o fogo era o único que eliminaria (segundo a crença) até a “alma” da pessoa, faziam isso para que não houvesse uma reencarnação daquela pessoa com as habilidades extra-sensoriais ativas. 

Só que de geração a geração, (encarnação e reencarnações) foi passado estas freqüências vibratórias.

As lideranças religiosas sabem muito mais do que todo mundo sobre elas. Foram eles os responsáveis pela “extinção”, a matança desenfreada das sacerdotisas e dos sacerdotes, dos paranormais que apresentavam alguns efeitos além da realidade da 3ª dimensão. 

Aqueles que foram pegos de surpresa foram queimados, esquartejados.

 Aqueles que perceberam antes conseguiram escapar, dependeu muito do grau de evolução de cada um e de se livrar de situações difíceis.
De Rosana Batarelli (maoazul@yahoo.com.br) –

VOCÊ OUVIU O CHAMADO DA SENHORA?





Ela canta sua Canção sagrada em tudo o que existe, sussurra na brisa nas folhagens, grita nos relâmpagos, ruge nos vulcões.

 Ela geme em cada grito de dor, se faz ouvir no choro do recém nascido e do moribundo, na altivez do leão e nas patas da gazela.

 Ela chora nas queimadas da amazônia, é ferida nas guerras, se encontra na fome e na satisfação da fome. 

Ela é vida e é morte. É a terra com seus frutos abundantes e a Ceifeira que traz a morte e a putrefação, de onde a vida torna a brotar.


Ela canta sua canção mais bela quando a Lua enche nos céus .. é a Senhora das águas que correm, trazendo vida ao planeta... sua música é a complexa sinfonia sem fim das vastidões das galáxias e suas notas mais brilhantes são cada uma das estrelas.


Se você ouviu algum dia tudo isso, não há lugar no universo onde você possa se esconder do chamado da Deusa e nessa hora, se você simplesmente responder ao chamado e escolher o Antigo Caminho, será uma bruxa.
 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

GALERIA DE INFORMAÇÕES SOBRE WICCA


 
FAZENDO FEITIÇOS
Um feitiço é um ato mágico realizado usando um conjunto de símbolos específicos que falam diretamente a mente inconsciente do Bruxo, aquela parte de nosso Eu que possui a força para tudo transformar. Feitiços podem ser considerados orações com atitudes.
Usando cores, aromas, gestos e palavras o Bruxo estabelece contato com os seus Deuses para alterar a realidade ao seu redor e daqueles que o cercam. Sendo assim, torna-se possível modificar o futuro a partir do presente, usando a Magia como o alicerce para que a transformação ocorra.
Como a magia possui uma natureza própria, cada Bruxo desenvolve com o tempo sua maneira pessoal, individualizada, de realizar seus feitiços, encantamentos e sortilégios.
Na Wicca cada pessoa pode e deve criar seus próprios feitiços baseados em suas necessidades específicas. Para isso, alguns princípios são seguidos e entendendo as bases da construção de um feitiço você estará apto a formular os seus próprios, de forma efetiva e prática.
O primeiro passo na construção de um feitiço é decidir precisamente qual resultado deseja obter com ele e o que você verdadeiramente almeja.
Tendo isso em mente é necessário escolher o momento mais apropriado para fazer o feitiço, levar em consideração dias e fase lunar mais apropriados ao seu desejo, etc. A lua é o corpo celeste que mais nos influencia por ser o mais próximo a nós. Por isso, escolha uma fase lunar adequada a realização do seu objetivo. Veja informações sobre isso no capítulo 9.
Observando a natureza ao seu redor você perceberá que tudo possui o seu momento certo, siga esta corrente natural de energia. Há o momento certo para plantar, amadurecer, colher e também descansar ou se preparar. Assim também acontece com as nossas vidas quando começamos um projeto e aguardamos sua realização até alcançarmos êxito. Seguindo estas correntes o seu trabalho mágico se tornará muito mais fácil.
Lembre-se de realizar o seu feitiço preferencialmente em um lugar privativo, num horário do dia que não será interrompido. É importante que você não tenha nenhuma distração.
Preste atenção se o lugar onde realizará o seu ritual é confortável. Reserve uma parte do seu quarto se possível ou um canto no jardim.
Todos os utensílios que você irá usar para fazer o seu feitiço são apenas simbólicos. Eles não possuem poder mágicos por si só. Tudo o que é usado para compor um feitiço como velas, talismãs, cordas, incensos, fitas, pedras só servem para focar sua intenção e ajudá-lo a criar o clima ideal e se forem bem usados irão despertar sua memória ancestral e primitiva que está adormecida profundamente em seu interior e que é perfeita para fazer magia.
Sendo assim, considere o propósito do seu ritual e escolha seus utensílios adequadamente. Se seu feitiço for para atrair o amor, suas velas, óleos, incensos e tudo o mais devem trazer a sua mente pensamentos amorosos que o levarão de encontro a esta energia. Lembre-se dos aromas, cores e flores que via ou sentia quando era feliz no amor e use-os na realização do seu feitiço.
Nunca esqueça a Magia é manipulação de energia, um pensamento é uma forma de energia e a visualização é uma poderosa fonte de poder. Por isso, enquanto realiza seu feitiço pense no que deseja e visualize o seu desejo sendo realizado, isso é o que direcionará sua vontade.
Você conhecerá agora alguns feitiços idealizados para diferentes propósitos e necessidades. As fórmulas dadas a seguir podem e devem ser adaptadas por você para refletirem melhor sua necessidade e personalidade. Se você não encontrar um feitiço que corresponda às suas necessidades, simplesmente crie o seu próprio.
Quando fizer um desses feitiços ou aqueles criados por você, lembre-se sempre do Dogma da Arte e da Lei Tríplice, pois o  que desejar retornará a você de alguma forma.

ALGUNS FEITIÇOS


BANIMENTO:
Melhor dia: Terça-feira
Melhor Lua: minguante
Propósito do feitiço: banir o mal, afastar a negatividade e o azar

Material necessário:
caldeirão
1 vela preta
Manjericão
papel e lápis
óleo de cânfora

PROCEDIMENTO: Coloque o caldeirão no meio do seu altar, coloque a vela preta ao sul e as folhas de manjericão ao norte.
Trace o círculo mágico e então diga:
"Eu estou aqui para banir todo o mal de minha vida
Peço a Deusa e ao Deus para me auxiliarem a eliminar toda e qualquer força negativa que esteja exercendo poder prejudicial sobre mim"
Unja a vela com o óleo de cânfora do sentido da base para o pavio, pensando em tudo aquilo que deseja banir de sua vida. Se desejar diga alguma palavras espontâneas que representam o seu desejo de banimento.
Coloque toda a sua intenção e desejo nesse ato enquanto unge a vela. Repita o mesmo procedimento por 3 vezes.
No papel escreva as coisas negativas que têm acontecido em sua vida.
Pingue algumas gotas de óleo essencial de cânfora nele. Espalhe o óleo no papel. Eleve-o então em direção aos céus e diga:
"Você agora deixa de ser apenas um simples papel e se transforma nas influências negativas que permeiam minha vida nesse momento".
Acenda a vela preta e fixe-a dentro do caldeirão. Olhe para a chama da vela por alguns instantes mentalizando todas as coisas negativas que aconteceram nos últimos tempos em sua vida.
Queime o papel na chama da vela e mentalize uma vez mais as influências negativas de sua vida sendo banidas e desaparecendo nas chamas do fogo.
Deposite as cinzas dentro do caldeirão e coloque as folhas de manjericão sobre elas enquanto diz:
"Com este manjericão eu atraio a proteção
Terra, ar, fogo e água
Ouça a minha invocação
O mal não se aproximará mais de mim.
Este é o meu desejo, que seja assim!"
Agradeça os elementos e Deuses,  destrace o Círculo mágico.
Deixe a vela queimando até o fim.


CONSEGUIR UM TRABALHO
Melhor dia: Domingo
Melhor Lua: crescente ou cheia
Propósito do feitiço: conseguir um emprego

MATERIAL NECESSÁRIO:
Uma vela laranja
Raspas de gengibre
Um cordão verde
Um topázio bruto
5 pedaços de papel
1 lápis

PROCEDIMENTO: Lance o Círculo mágico ao seu redor, invoque a Deusa e o Deus.
Em cada pedaço de papel escreva à lápis o nome do emprego desejado.
Eleve o cordão verde aos céus e diga:
"Desejo o emprego correto
Meu desejo é forte
Meu objetivo é certo
Traga-me a sorte"
Amarre os papéis com os desejos escritos um a um no cordão verde, sempre mentalizando o seu objetivo e sorte para encontrar o emprego. Ao final, amarre as pontas do cordão, pedindo uma vez mais o emprego correto.
Abra o cordão sobre o altar, fazendo um círculo. No meio dele coloque a vela laranja. Acenda a vela e formule o seu desejo de forma espontânea. Espalhe as raspas de gengibre ao redor da vela e coloque o topázio dentro do círculo feito com o cordão.
Feche os olhos por alguns instantes e visualize-se conseguindo o emprego desejado, trabalhando feliz e prosperando.
Deixe a vela queimar até o final e então coloque o cordão, as raspas de gengibre e o topázio dentro do saquinho amarelo tornando-o assim um talismã
Quando for fazer uma entrevista de trabalho ou deixar um currículo em uma empresa, leve este saquinho com você para lhe trazer sorte.
Como sempre deve ser feito, ao final do ritual destrace o círculo mágico.


ATRAIR AMOR
Melhor dia: Sexta-feira
Melhor Lua: crescente ou cheia
Propósito do feitiço: abrir os caminhos no amor

MATERIAL NECESSÁRIO:
1 metro de fita cor de rosa
1 vela rosa
Incensos de rosas
1 pote de mel

PROCEDIMENTO:
Trace o Círculo mágico.
Medite por alguns instantes nas qualidades da pessoa que deseja atrair para a sua vida. Não pense em uma pessoa específica, mas sim na personalidade, tipo físico e atitudes que esta pessoa deverá ter. Medite profundamente sobre isto até ter bem claro em sua mente o tipo ideal de pessoa para você.
Em seguida passe a fita rosa na fumaça do incenso por 3 vezes dizendo:
"Que esta fita seja aquela que trará a mim o amor verdadeiro
Que esta fita seja aquela que trará a mim a felicidade"
Molhe o seu polegar no mel, esfregue-o na fita e diga:
"Mel, traga-me a doçura do amor"
Amarre a fita na vela rosa, dizendo:
"Da fita para a vela
O feitiço se realizará
Da vela para os Deuses
Meu feitiço se elevará"
 Desamarre a fita da vela, acenda-a e medite mais alguns instantes sobre o amor que deseja atrair para sua vida.
Passe a fita levemente sobre a chama da vela, sempre visualizando com o olho da mente(imaginação) a pessoa ideal para você.
Destrace o Círculo mágico e em seguida amarre a fita na cabeceira da sua cama.
Todas as noites toque a fita e peça aos Deuses que a pessoa certa seja atraída para a sua vida.


PARA PROSPERIDADE
Melhor dia: Quinta-feira ou domingo
Melhor Lua: crescente
Propósito do feitiço: atrair prosperidade, dinheiro e oportunidades

MATERIAL NECESSÁRIO:
Cristais dourados, laranjas ou amarelos
Moedas
O Arcano do Sol do Tarot
Um objeto pessoal seu como um anel, corrente, etc.
3 folha de louro

PROCEDIMENTO:
Trace o Círculo Mágico.
Coloque o Arcano do Sol em cima do Pentáculo do Altar e sobre a carta do Tarot disponha as moedas, as pedras, o seu objeto pessoal e as 3 folhas de louro.
Coloque as suas mãos em forma de bênçãos sobre todos os itens e visualize uma forte luz branca entrando pelo centro de sua cabeça, percorrendo todo o seu corpo e saindo pelas suas mãos como uma forte lua dourada que se espalha sobre o seu altar.
Quando isso acontecer diga:
"Fortuna e prosperidade venham a mim
É o que desejo que seja assim!"
Ao fazer isso, visualize a luz sobre a sua cabeça se transformando em uma cornucópia abundante, vertendo moedas incessantemente.
Retenha esta imagem por alguns instantes.
Depois disso, veja a cena desaparecendo e imagine-se em situações que representam a riqueza na sua vida.
Visualize-se próspero, alcançando êxito em todas as suas ações.
Continue assim por uns 3 minutos e agradeça aos Deuses por compartilharem sua prosperidade com você.
Destrace o círculo e deixe os itens sobre o seu altar por 24 horas.
Quando retirá-los do altar, gaste as moedas comprando algo útil, presenteie amigos queridos com as pedras e guarde as folhas de louro em sua carteira. Assim, compartilhando sua prosperidade estará colocando as energias em movimento para que o universo compartilhe a riqueza dele com você.


CURA
Melhor dia: Quarta-feira
Melhor Lua: Cheia
Propósito do feitiço: atrair saúde a afastar as doenças

MATERIAL NECESSÁRIO:
1 quartzo branco rolado
Óleo de bálsamo
Orvalho

PROCEDIMENTO:
Trace o Círculo mágico.
Lave o quartzo branco no orvalho enquanto diz:
"Cristal sagrado, traga-me o poder da cura
Afaste a doença, leve-a embora
Derrame sobre mim seu poder restaurador e reenergizador
Que assim seja!"
Passe o óleo de bálsamo no quartzo branco, pedindo para que a energia da cura seja atraída para sua vida.
Coloque o cristal na parte do seu corpo associada a doença. Se não puder identificar, simplesmente segure-o em suas mãos enquanto visualiza o cristal irradiando uma forte luz branca que se espalha pelo seu corpo, iluminando-o.
Destrace o Círculo mágico e coloque o cristal embaixo do seu travesseiro para que durante o sono ele transmita seu poder curador a você.
P.S.: um feitiço para cura é apenas um auxiliar para o restabelecimento da saúde. Ele jamais deve substituir o tratamento médico convencional.
  
CRIE VOCÊ MESMO OS SEUS PRÓPRIOS FEITIÇOS

)O(

Caso não tenha encontrado nenhum feitiço apropriado para a sua necessidade, você é fortemente encorajado a criar os seus próprios.
Todos os feitiços e rituais foram um dia criados por alguém, sendo assim não há motivo para você não idealizar os seus.
Quando fizer isso é importante conhecer as correspondências utilizadas na hora de compor o seu próprio encantamento.
Pensando nisso, disponibilizamos uma tabela de correspondências que facilitará o processo de criação do seus próprios rituais e sortilégios.
Estas tabelas são apenas uma diretriz, dicas, para você usar quando necessário. No entanto, lembre-se que o mais importante para o sucesso de um feitiço é a sua intenção!

PROTEÇÃO:
Elemento: Todos
Cor: vermelho, preto, verde
Dia: Terça-feira e sábado
Ervas: arruda, manjericão, cravos da índia, louro, alho
Pedras: olhos de tigre,  turmalina negra, hematita, fluorita
Incensos: alecrim, cravos
Deuses: Ártemis, Ísis, Ares, Plutão

CURA
Elemento: todos
Cor: amarelo, verde
Dia: quarta-feira
Ervas: alecrim, eucalipto, bálsamo, camomila
Pedras: quartzo branco, esmeralda, aventurina,
Incenso: madeira de sândalo, lótus, jasmim
Deuses: Brigit, Ceridwen, Diancecht, Hermes

AMOR
Elemento: água
Cor: rosa, azul, branco, verde
Dia: Sexta-feira e Terça-feira
Ervas: rosas, jasmim, cumaru, canela, vetiver, madressilva
Pedras: quartzo rosa, rodocrosita, pérola, esmeralda
Incenso: musk, patchuli, rosa,
Deuses: Afrodite, Pele, Eros, Pan

PROSPERIDADE
Elemento: terra
Cor: verde, laranja, dourado
Dia: Quinta-feira e Domingo
Ervas: louro, canela, trigo, menta
Pedras: pirita, jade verde, citrino, turquesa
Incenso: cedro, carvalho, vetiver
Deuses: Demeter, Danu, Dagda, Cernunnos

FORÇA
Elemento: Terra
Cor: vermelho, verde
Dia: terça-feira
Ervas: artemísia, carvalho, louro
Pedras: Jaspe, ágata, olho de tigre
Incenso: lótus, raízes, cânfora
Deuses: Atena, Macha, Zeus, Lugh

FERTILIDADE
Elemento: água e terra
Cor: branco, tons lácteos
Dia: segunda-feira e sexta-feira
Ervas: arroz, trigo, figo, girassol, visco
Pedras: pedra da lua, pérola, kunzita, esmeralda
Incenso: Pinho, musk, patchuli
Deuses: Freya, Inanna, Hórus, Frey

PROJEÇÃO ASTRAL
Elemento: ar e água
Cor: branco, amarelo, azul
Dia: Segunda-feira
Ervas: musgo, mandrágora, artemísia
Pedras: ametista, mica, quartzo branco
Incenso: sangue de dragão, alecrim
Deuses: Ísis, Íris, Morfeu, Hermes

FIDELIDADE
Elemento: terra
Cor: rosa, verde, azul
Dia: segunda-feira
Ervas: cominho, sabugueiro, cravos índia, amêndoas
Pedras: ametistas, diamante,quartzo branco
Incenso: rosas brancas, floral
Deuses: Juno, Hera, Odin, Baldur

AMIZADE
Elemento: água e ar
Cor: branco, rosa
Dia: segunda-feira, sexta-feira
Ervas: limão, pêssego, rosas, jasmim
Pedras: aventurina, quartzo azul
Incenso: alecrim, vetiver
Deuses: Eostre, Ísis, Krishna, Osíris

SORTE
Elemento: Terra e ar
Cor: Verde, laranja, amarelo
Dia: quarta-feira e quinta-feira
Ervas: bambu, azevinho, aniz
Pedras: lepidolita, olhos de tigre, pirita
Incenso: violeta, madeira de rosa, morango, mel
Deuses: Flora, Frigg, Pluto e Loki

 



Copyright © 1999 by Claudiney Prieto
Os direitos autorais dos textos contidos neste site pertencem a Claudiney Prieto e devem ser usados somente sob sua licença. É proibida qualquer cópia, reprodução, distribuição, retransmissão, modificação e/ou exibição pública sem a prévia permissão por escrito do autor

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A MAGIA DAS CORES



As Cores Aplicadas à Lei de Atração
Nós wiccanos, normalmente trabalhamos as cores. Mas, saindo fora do caminho da Velha Religião, é certo que muitos não dão a importância correta às cores. Ignoram até mesmo o poder que ela exerce sobre nós. Limitam-se  a pensar nas cores como  uma forma de combinação com sapatos e bolsas.  Qual  a cor  que combinará com os móveis da sala, etc, mas nunca como algo importante que interfere  em nossas vidas.
A cor é algo que a maioria das pessoas não tendem a pensar muito, o que é lamentável porque a cor ideal no dia ou na hora certa pode ajudar a resolver problemas e ainda nos fazer mudar a sintonia vibracional, estado de humor, etc.
O uso da cor certa pode provocar mudanças em nossas vidas e pode funcionar melhor ainda quando aplicada à Lei de Atração.  
De um modo geral e (muito resumido) temos algumas as seguintes associações::
BRANCO: como mistura de todas as cores está associado à pureza, sinceridade, harmonia, equilíbrio, reconciliação e iluminação;
AMARELA: associada à cura energética, clareza de pensamentos, firmar pensamentos, desenvolver a espiritualidade, e por ser uma cor voltada ao sol, também está associada à vitalidade e a riqueza.
AZUL: associada à calma, serenidade, busca da sabedoria, desenvolvimento das atividades sensitivas e aguçamento da intuição.
VERDE: equilíbrio, prosperidade, abundância, riquezas, busca da cura física e espiritual, estabilidade financeira, fertilidade.
ROSA: associada ao amor puro, moralidade, fortalecimento dos relacionamentos afetivos, realização de desejos no campo afetivo e emocional.
VIOLETA, ROXA, LILÁS: associada ao poder de transmutar a energia negativa, aumentar as inspirações e a intuição, trazer a calma.
VERMELHO: para paixão, tesão, aumentar a coragem o ânimo, a determinação, vigor, poder, conquista de posição social e financeira,
LARANJA: ampliar a força mental, a confiança e a criatividade, o entusiasmo e o sucesso em empreendimentos.
PRATA: remove energias baixas e negativas, conecta o relacionamento físico com o espiritual, concentração, poder de influência;
PRETO: proteger o mago do ataque de energias negativas, afastar inveja, limpa a negatividade, associado também ao desdobramento, proteção, repele as energias negativas e mantém as boas energias.
MARROM: associada ao equilibro material, financeiro, amparo na busca de objetivos profissionais.
As associações acima, não são “LEI”. Cada um de nós pode associar cada uma das cores de forma diferente. Se para você a associação das cores é diferente, você deve fazer uma lista particular e usar tal lista como referência pessoal. Ninguém pode obrigar a associar o vermelho à paixão se para você está relacionado à prosperidade.
Seja a lista (resumida) acima ou a sua lista de associações às cores, é certo que você pode fazer uso delas visando transformações na sua vida, utilizando as cores como princípio da Lei de Atração.
Mas, talvez pergunte: O que é lei de atração? Bem resumido significa uma  Lei Universal que determina que: "se você realmente quer alguma coisa e realmente acredita que é possível você vai conseguir, mas colocar muita atenção e pensamento em algo que voc~e não queria siginifica que você também vai receber esta coisa".
Partindo desse entendimento, resumidíssimo, você pode usar a associação das cores como uma forma de colocar a lei de atração em prática. Por exemplo: se você está buscando o amor puro e inocente... Usando a lei da atração vc associaria a busca por esse amor através do uso do rosa ou da cor que para vc representa o amor puro e inocente e então acreditaria que o uso dessa cor atrairia o resultado da sua busca.
Assim, para poderia, por exemplo,  utilizar uma roupa rosa, pintar as unhas de rosa, usar lingerie rosa e por aí vai, mas sempre aplicando os conceitos da Lei de Atração, confiando, acreditando e repetindo que o rosa proporcionará o que deseja.
Trabalhar a magia das cores como Lei de Atração significa colocar no seu subconsciente que tais cores trarão o que deseja, ou seja, você automaticamente começará a se concentrar na cor e a relacionar com o que deseja atrair para sua vida atraindo através da cor sua busca.
A magia das cores é muito mais do que foi aqui colocado. Sugerimos que você adquira bons livros acerca do tema e se aprofunde. A utilização das cores em nossas vidas deixa as coisas mais fáceis. Resolvemos problemas, Evitamos conflitos. Atingimos vitórias. As cores ligadas à Lei de Atração potencializa os resultados. Experimente.
Qualquer dúvida, entre em contato: emporiowicca@terra.com.br
Texto de Angel Witch (Angelica)
Colaboradora do EW
Permitido a reprodução desde que citada a autoria e fonte (www.emporiowicca.com.br)

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Bruxaria X Magia




 
 
Mago é quem pratica magia. Bruxo é quem pratica bruxaria. Pode parecer simples, e óbvia a diferença, e é mesmo. A Magia tem diversos ramos de estudo, e a bruxaria é apenas uma delas. A bruxaria é uma forma específica de magia que utiliza elementos da natureza. Você pode ser mago e não ser bruxo; pode trabalhar com a magia sem estar ligado à bruxaria.
O foco do mago é a própria magia. Ele lida com ela o tempo todo. Estuda correspondências, astronomia, tabelas, transfigurações, hermetismo, espíritos, cabala, cálculos diversos, necromancia e tudo o que estiver relacionado à magia mais… científica.  Muitas vezes o bruxo lida somente com seus objetos de prática no dia-a-dia, como o modo de cultivo e preparo de ervas, rituais para a lua e o sol, coisas do tipo. Não que um seja melhor ou pior que o outro, ou a evolução do outro; somente o foco e o modo de trabalho são diferentes.
Uma diferença que exemplifica bastante é o uso da razão. Não que os bruxos não sejam racionais, obviamente. Mas os magos calculam milimetricamente cada ação, cada ritual, cada trabalho. Usam símbolos, círculos dentro de círculos, uma coisa cerimonial. A bruxaria é infinitamente mais simples. O bruxo colhe as ervas e no momento seguinte já está sujando as mãos para preparar um unguento.
Todo bruxo pratica magia. Mas é a magia natural, simples. A Wicca, por exemplo, tem  tanto da bruxaria quanto da magia cerimonial. Athame, espada, cálice – tudo isso vem da magia cerimonial. Um bruxo pega qualquer faca que estiver ali. É uma das diferenças, mas este texto não é sobre Wicca X Bruxaria e sim Bruxaria X Magia.
Um mago é como um cientista. Sabe aquela imagem tradicional do mago sentado em meio a milhares de livros? É isso: é o pesquisador, o racional.
É bastante comum existir uma tradição familiar de bruxos. De magos? Nem tanto. Magos formam ordens.
Todo bruxo é pagão. Magos, não necessariamente. Aliás, muito raramente. A maioria dos magos é cristã. Claro que há controvérsias. Claro que há bruxas italianas (streghe) com algumas crenças cristãs. O mesmo ocorre na Irlanda. É uma característica da cultura local. A história fez isso. Quem somos nós para julgar essas pessoas? Cada um que acredite no que quiser. Estamos falando da prática da bruxaria.
Uma outra diferença, ainda citando a cultura, entre magos e bruxos, é a origem de suas práticas. Os magos possuem suas práticas centradas nas antigas tradições persas, egípcias, babilônias. Os bruxos hoje, ao menos em sua maioria, têm suas crenças enraizadas na cultura européia; celta, italiana.
 

A ESSÊNCIA DO MAGO





Alguns nos chamam de xamãs, magos, feiticeiros, bruxos, alquimistas...?

E você, como você se chama dentro do "caminho mágico"?

Virá o dia em que também compreenderás que todo o universo está dentro de ti. Nesse momento serás um Mago. Como Mago, não vives no Mundo; o Mundo é que vive dentro de ti.


Alguns dizem que a magia é tudo o que não se pode explicar no âmbito científico e psicanalítico. O verdadeiro mago acredita que a magia é perfeitamente explicável segundo a ciência e a psicologia e está interada em ambos os estudos sim, mas, que além deles, há forças ocultas que a todos influenciam.

Existe um Mago dentro de todos nós. Esse Mago tudo vê e tudo sabe.
O Mago está além dos opostos da luz e das trevas, do bem e do mal, do prazer e da dor. Tudo que o Mago vê tem suas raízes no mundo invisível.
A natureza reflete o estado de alma do Mago. O corpo e a mente podem adormecer, mas o mago está sempre desperto.



Os autores clássicos dizem que a palavra "Mago" deriva do grego "Mageia" que, por sua vez, deviva do persa "Magi". Ambas significam simplesmente "possuidores da sabedoria". Sabedoria esta, que não é simplesmente nata, mas que se dá através da busca do conhecimento, dos estudos e da tentativa de desvendar o que está oculto.

Magos da antiguidade eram homens de grande respeito, conhecedores da filosofia, das artes, da teologia, da antropologia, entre outras ciencias. Eram cultos que sabiam que a divindade se escondia em todas as coisas e em várias formas, por isso, todas as formas de fé deveriam ser respeitadas.


Os antigos magos eram conhecidos pelas práticas da numerologia, astrologia, da alquimia e do herbalísmo. Tais praticas foram tão importantes para a humanidade que delas se originaram os estudos científicos da matemática, da astronomia, da química e da medicina. 

Um Mago não acredita ser um evento localizado que sonha com um mundo maior. Um Mago é um mundo que sonha com eventos localizados.
Os Magos não acreditam na morte. À luz da consciência, tudo está vivo!


O MAGO é um ser que se dedica ao estudo de seu interior e das Leis que regem toda a Natureza, elevando-se através da contínua prática de exercícios, até alcançar a Unidade com Universo. O mago é senhor do seu destino. Viver, para ele, é sobretudo um ato de AMOR. 

Um mago sabe que bem e mal são as duas faces da mesma moeda. Não adota postura fanáticas ou dogmáticas, porque sabe que a verdade é como a natureza: está sempre se transformando. Um mago sabe que amor, criatividade, alegria e beleza são naturais para quem encontrou o caminho.


Um mago tem coragem de se olhar no espelho para encarar suas próprias sombras. Não tem medo de quebrar suas próprias algemas. Busca incansavelmente o saber, a luz do conhecimento. Ser mago não é só saber fazer de vez em quando um ritual mágico, é fazer do dia-a-dia um ritual de amor. 

Ser mago não é julgar, mas providenciar o espelho para aqueles que também querem se curar e encontrar a real felicidade. É mostrar o caminho da certeza de cada um. Mago é o que tem poder para e não poder sobre. A grande magia é descobrir que o poder maior está no sentimento humano.


O Verdadeiro mago é súdito do Amor e parceiro da natureza. Trabalha com seus elementos como quem pede passagem para algo sagrado. Sabe que os seus movimentos são observados no seio do invisível. 

Eles sabem que a LUZ é sua parceira incondicional. Ele sabe que o grande potencial está em si mesmo, pois é um ser de luz, é divino e eterno, e carrega o potencial das estrelas no brilho de seus olhos. O Verdadeiro mago é igual a um sol. E por onde ele vai, a grande magia acontece. O Verdadeiro mago é como a Grande Mãe da Lua sua simplicidade e sua luz faz dele uma grande diferença esteja onde estiver...



O Regresso da Magia só pode acontecer com o regresso da inocência. 

A Essência do mago é a transformação.

Os desejos são sementes que esperam o momento propício para germinar. A partir de uma única semente de desejo, florestas inteiras se desenvolvem.