quarta-feira, 4 de junho de 2014

RITUAL SOLITÁRIO PROTO-INDO-EUROPEU (PIE) Pelo druida Ceisiwr Serith - Traduzido por Bellovesos Isarnos




Equipamento:

Lâmpada de óleo ou uma vela
Fósforos
Oferendas para o Fogo (incenso)
Fonte ("Regwes": Lugar Escuro)
Árvore (um bastão num suporte)
Tigela de água
Tigela de oferendas
Prata (objeto prateado, brinco, moeda ou outro) para a Fonte
Oferenda num jarro (cerveja ou hidromel é mais PIE)
Aspersório

=============================================

Preparação

Posicione a Árvore no leste, o Fogo no centro e a Fonte no oeste. Sente-se a oeste da Fonte. Coloque os fósforos e o incenso perto do Fogo e os outros itens à sua frente.


Purificação

Unja sua boca, coração e mãos. A cada vez, diga:

Púros esyém.
[Que eu possa ser puro.]

===================================

O "Ghordhos" [Lugar Fechado]

Fique de frente para o leste e diga:

Deiwons aisyém.
[Desejo honrar os Deuses.]
Estou aqui para honrar os Deuses.
Possa minha adoração estar de acordo com o "artos".

Acenda o Fogo. Diga:

No verdadeiro centro do mundo
Acendo o Fogo da oferenda,
No local onde o divino e o mundano se encontram.
Sob o cuidado da Deusa brilhante,
Sob o vigilante olho de Wesya.

Faça a oferenda ao Fogo, dizendo:

Faço a oferenda ao Fogo do sacrifício.
Que eu possa orar com um bom Fogo.

Ofereça a prata à Fonte, dizendo:

Pelo "Regwes" estou unido ao mundo abaixo.
Água à terra, o "Regwes" expande.

Borrife a Árvore, dizendo:

Pela árvore Sagrada estou unido ao mundo acima.
Terra ao céu, a Árvore expande.

Verta parte da oferenda no jarro para o Guardião do Portal, dizendo:

Akwam Nepot, faço-te uma oferenda.
Possa o caminho estar aberto para os Sagrados.

Faça um triskele em sentido anti-horário, de dentro para fora, sobre a lâmpada, dizendo:

Akwam Nepot, dhwermos Hmé ruyes.
Akwam nepot, abre o portal para mim.

Borrife a área em sentido anti-horário, dizendo:

Meg moris Hmé gherdmi.
O grande mar me circunda.

Quando a aspersão estiver feita, diga:

Meu "ghordos" é sagrado, separado,
Dentro do limite da água circundante.
Sagrado e santo é este meu lugar,
Apropriado para os Deuses entrarem.



A oferenda

Verta a oferenda aos Deuses, dizendo:

Aos Deuses e Deusas eu faço uma oferenda.
Possa haver entre nós os laços da hospitalidade.
Deiwos, te-bhyom gheumi.
[Deuses, verto uma oferenda para vós.]

Verta a oferenda aos Ancestrais, dizendo:

Aos Espíritos dos Ancestrais eu faço uma oferenda.
Possa haver entre nós os laços da hospitalidade.
Wikpoties, te-bhyom gheumi.
[Ancestrais, verto uma oferenda para vós.]

Verta uma oferenda aos Espíritos da Terra, dizendo:
Aos Espíritos da Terra eu faço uma oferenda.
Possa haver entre nós os laços da hospitalidade.
Ansues, te-bhyom gheumi.
[Espíritos, verto uma oferenda para vós.]

Faça uma pausa. Pegue a tigela de oferendas e diga:

Recebo minha parte do sacrifício.

Beba um pouco da oferenda. Coloque a tigela no chão e diga:

Deidades, Ancestrais e Espíritos:
Eu vos dou honra e adoração,
Louvor e reverência.
Possa haver paz e amizade entre nós.
Usmei gwrtins dédemi.
[Eu vos dou graças.]

=============================================

Encerramento

Faça um triskele sobre o Fogo, em sentido horário, de fora para dentro, dizendo:

Akwam Nepot, possa o portal ser fechado.

Apague a lâmpada. Fique em pé e diga:

Sigo meu caminho em amizade com as Famílias.

Incline-se uma vez para o leste.




NOTAS:

"Que eu possa orar com um bom fogo": baseia-se no Rig Veda, 1.26.8.

A tradução das linhas em proto-indo-europeu (PIE) é apresentada imediatamente depois. As traduções que não se pretende sejam ditas em voz alta aparecem entre colchetes ( [] ).

A pronúncia do proto-indo-europeu é fonética. As vogais têm seus valores latinos. "Gh", "bh" e "dh" são pronunciados como a consoante inglesa correspondente seguida de um curto sopro de ar. São semelhantes ao "dh" na pronúncia indiana de "Buddha". "H" representa um som de "schwa". O acento marca vogais longas e sílabas tônicas. Ditongos, tais como "ei", são pronunciados como se as duas vogais fossem ditas rapidamente, ligadas. O "w" em "gwrtins" é uma semi-vogal, pronunciada de forma semelhante à versão curta do "u" em "put".

O "axis mundi" na cultura proto-indo-européia era variadamente representado como uma árvore, uma montanha ou uma árvore numa montanha. Ao invés da árvore, uma pedra vertical que seja notavelmente mais alta que a fonte pode ser usada. Nesse caso, substitua "Árvore" por "Montanha".
Akwam Nepot (o Padrinho, Guardião ou Tio das Águas), cognato com Nechtain, Netuno e Apam Napat, é o guardião da fonte das águas flamejantes, que dá poder, prosperidade e sabedoria (isto é, as bençãos trifuncionais) para aqueles que dela beberem. (Mas somente se estiverem qualificados.) Uso-o como o Guardião do Portal PIE.

Wesya ("A Chamejante") é o nome que construí para a deusa da lareira PIE. O nome original não pode ser reconstruído, mas muitas das formas descendentes são relacionadas a palavras como "queimar", "brilhar", etc.




*Meus agradecimentos ao druida Bellovesos. Que os deuses sempre tenham olhos e ouvidos para ti.

Postar um comentário