segunda-feira, 19 de maio de 2014

ALGUNS RITUAIS


"Ritual de Auto-Iniciação"


O Ritual de Auto-Iniciação é um compromisso entre você e os Deuses, portanto deve ser feito em absoluta solidão. Escolha uma Lua Cheia, próxima de seu aniversário, se possível, vá para um lugar próximo à natureza. Antes do ritual, limpe cuidadosamente o local onde ele será realizado, mentalizando que todas as energias negativas estão saindo junto com a poeira. Tome um banho com pétalas de rosas e gotas de perfume.
Materiais necessários:

01 vela preta representando a Deusa,

01 vela branca representando o Deus,

04 velas para os Quadrantes, sendo uma vela preta para o Norte, uma branca para o Leste, uma vermelha para o Sul e uma azul para Oeste.

Incensório com seu incenso preferido,

Um pires de sal marinho,

Uma vasilha com água pura,

Um Athame ou qualquer punhal de sua escolha,

Um cálice de vinho tinto (se preferir, substitua por suco de maça ou água).

O ritual deve ser feito após o crepúsculo, deixe que o local escolhido receba a luz da lua por alguns minutos. Faça o ritual completamente nu (a) e de cabelos soltos. O objetivo do ritual é nos apresentarmos aos Deuses de forma mais natural possível. Ascenda as velas em seus respectivos Quadrantes, que devem ser determinados com uma bússola antes do ritual. Monte o Altar ao Norte, com a vela da Deusa à esquerda e a vela do Deus à direita. No altar deve estar o Cálice, o Athame, o Sal, a Água e o Incenso, que deve ser aceso na vela da Deusa. Segure o Athame com ambas as mãos e trace o Círculo no sentido horário, começando pelo Norte, e diga com energia máxima de concentração: "- Em nome da Deusa e do Deus, eu traço esse círculo de proteção! Dele nenhum mal saíra. Dentro dele, nenhum mal poderá entrar. Pelos guardiões dos Quatro Quadrantes da Terra, eu convido todos os elementais da Terra, do Ar, do Fogo e da Água para que entrem nesse círculo e me ajudem nessa iniciação.

Volte ao norte, beije a lâmina de seu Athame e coloque-o novamente no Altar. Pegue o sal, jogue 3 punhados na água e diga: "- Abençoado seja o sal que purifica esta água!" Segure a vasilha com a Água salgada e dê 3 voltas ao redor do Círculo, em sentido horário, enquanto deixa cair algumas gotas no chão. Volte ao norte e diga: "- Da mesma forma que o sal purificou a água, que minha vida seja purificada pelo amor da Grande Mãe!" Pegue o incenso e dê três voltas ao redor do Círculo, no sentido horário, volte ao Norte e diga: "- Abençoada seja esta Criatura do Ar, que leva até os Deuses minha oferenda de alegria!"

Fique de frente para o altar e diga: "Eu (seu nome completo), compareço diante dos Deuses e de minha livre e espontânea vontade, abrindo meu coração para as verdades e ensinamentos da Wicca. Juro perante os Deuses jamais usar meus conhecimentos, para prejudicar qualquer criatura viva, causando dor, humilhação, sofrimento e medo, e ainda para finalidades egoísticas. Juro defender meus irmãos e irmãs na Arte, bem como divulgar a Wicca para todos que desejarem aprender. Juro amar o Planeta Terra, procurar sempre harmonia com toda natureza , e , acima de tudo, colocar sempre a vida humana acima de interesses materiais. à partir de agora meu corpo pertence aos Deuses e portanto tornou-se sagrado. Nenhuma parte dele é impura ou vergonhosa. Á partir de agora, a verdadeira verdadeira autoridade sobre mim virá somente dos Deuses. Não aceitarei nenhum tipo de opressão, nem ficarei ao lado dos que oprimem meus semelhantes em busca de poder. À partir de hoje lutarei para que a Justiça do Deus e o Amor da Deusa sejam estabelecidos na Terra. Assim seja!

Pegue o Cálice, derrame um pouco de vinho no chão e diga: "Da mesma forma que esse vinho se derramou, que o poder seja tirado de mim se eu não cumprir meu juramento!" Molhe o dedo no vinho e desenhe um pentagrama no ponto entre as sobrancelhas e diga: "- Que meus pensamentos sejam guiados pela luz dos Deuses!" Molhe o dedo de novo e desenhe um pentagrama em cada pálpebra dizendo: "- Que meus olhos vejam o Poder dos Deuses em toda a Natureza!" Molhe o dedo e desenhe um pentagrama em sua boca: "- Que todas as minhas palavras sejam para propagar o amor dos Deuses." Molhe o dedo e trace um pentagrama em seu coração, dizendo: "Que a Grande Mãe esteja em meu coração, para que eu tenha compaixão por todos os seres humanos e por todas as criaturas." Molhe o dedo e trace um pentagrama na região sexual dizendo: "Que meu sexo seja abençoado pelos Deuses para que haja fertilidade em minha vida." Molhe o dedo e trace um pentagrama em cada um dos seus pés dizendo: "-Que meus pés me levem pelo caminho da felicidade e que os Deuses guiem todos os meus passos."

Segure o Cálice com ambas as mãos, bebe o Vinho deixando um pouco no fundo e diga: "- Este é o Útero da Grande Mãe. dele eu vim e para ele eu voltarei com alegria! Que assim seja para o bem de todos!"

Jogue o resto do vinho no chão.

O ritual está terminado, mas você deve permanecer mais um pouco no círculo meditando sobre as promessas assumidas.

* Se você quiser assumir um nome mágico, assim que derramar o vinho no chão diga: " à partir de agora meu nome perante os Deuses é..... (pronuncie seu nome mágico). Este nome deve ser conhecido apenas por você! Dentro de um ano e um dia você poderá fazer um novo ritual e confirmar seus votos, mantendo ou alterando seu nome mágico.



"Ritual Para Os Quatro Elementos"

Sempre que quiser realizar algum desejo ou harmonizar seu lar, faça um pequeno altar em homenagem aos quatro elementos.

Para as Salamandras ascenda uma vela;

Para os Silfos ascenda um incenso;

Para os Gnomos coloque uma pedra;

Para as Sereias, água com essência.

Depois faça a seguinte oração:

Em nome do amor e da magia, que eu realize sem demora o que mais desejo agora.

Em nome da água que a tudo permeia e da terra que a tudo dá forma do ar que a tudo clareia do fogo que a tudo transforma.


"Ritual Encantado de Amor Para Vênus"

Prepare o seguinte banho: 7 cravos da índia, 7 paus de canela,1 saquinho de erva doce, 1 punhado de manjerona, o nome de seu amado num papel. Tome este banho para encantar o seu amor. Depois ascenda uma vela vermelha, uma taça de vinho tinto e uma rosa vermelha. Em baixo da taça de vinho coloque o seu nome e o de seu amado. Ofereça este ritual para Vênus e ela com certeza te ajudará. Faça na lua cheia.


"Árvore da Vida"

Sente-se de maneira ereta e sinta sua energia surgindo... (pausa)

Agora imagine que sua espinha é um tronco de uma árvore... e de sua base esticam-se raízes para dentro da terra...para o centro da própria terra...(pausa)

E você pode retirar o poder da terra a cada respiração...sinta a energia desabrochando...como a seiva que surge ao tronco da árvore...

E sinta o poder subindo por sua espinha... Sinta como você estivesse tornando mais vivo a cada respiração...

E no alto de sua cabeça existem galhos que se movimentam para cima e para baixo para tocar a terra... e sinta o poder irrompendo do topo de sua cabeça... e sinta-o movimentando através dos galhos até que novamente toquem a terra... Fazendo um círculo... Formando um círculo... Retornando às suas origens...

(pode ser feito em grupo)


"Ritual da Lua"

Este ritual deve ser feito antes de um sabbat ou feitiço. Sente-se com a coluna reta. Imagine que uma grande lua cheia está sobre a sua cabeça e invade todo o seu corpo. Mantenha essa visualização de olhos fechados por alguns minutos. Depois, se estiver num espaço aberto olhe para a lua. Se estiver num espaço fechado abra os olhos e relaxe por alguns instantes. Este ritual é feito apenas por mulheres. Para o homem, é mais comum imaginar ou fazer incidir o reflexo da luz num espelho, para depois imaginar que essa sua Luz entra pelo Chakra Frontal (espaço entre as sobrancelhas).


Cerimônia de Casamento Wiccano
A cerimônia de casamento apresentada a seguir é um rito de comprometimento de ligação espiritual, não legal. Antes da cerimônia é importante que toda a área onde será realizado o compromisso seja consagrada com sal, água, e qualquer incenso purificador, como o de cedro, olíbano, sálvia ou sândalo. Monte o altar e coloque nele tudo que será necessário para a cerimônia: duas velas brancas, um incensório, um prato com sal e terra, um sino de latão, uma vareta, um punhal ou espada cerimonial, um cálice com água, uma xícara com óleo de rosa para consagração, um cristal de quartzo, as alianças de casamento, duas cordas brancas, uma vassoura de palha, vinho, bolo de Compromisso (veja a receita aqui).

Supondo que você é uma Alta Sacerdotisa (ou Sacerdote), trace um círculo na sentido horário usando um punhal ou uma espada cerimonial, e após cada convidado ter sido abençoado com saudações e incenso, faça soar o sino do altar para dar início à cerimônia. O noivo e a noiva devem entrar de mãos dadas no círculo que você confeccionou. Abençoe-os novamente com incenso e saudações e coloque-os de frente para você e o altar (norte), enquanto os convidados para o casamento estarão reunidos em torno do perímetro do círculo, dando-se as mãos para formar uma corrente humana. De frente para o noivo e para a noiva, levante as suas mãos para o céu e diga:

Neste Sagrado Círculo de Luz

Reunimos - nos em perfeito amor

E Perfeita verdade

Oh Deusa do Amor Divino,

Eu te peço que abençoe este casal,

O seu amor e o seu casamento

Pelo tempo em que viverem

Juntos no amor.


Ritual de Démeter

Monte um altar, colocando uma espiga de milho (simbolizando Deméter) e uma maçã (Perséfone).

Acenda um incenso de sândalo ou eucalipto e uma vela laranja entre as "duas Deusas" a cada um dos nove dias do Festival.

No último dia, corte a maçã ao meio e retire três sementes, junte-as com três grãos retirados da espiga e enterre-os juntos.

Esse ritual simbólico do reencontro das Deusas é importante ato iniciático que proporciona a seus celebrantes uma mágica sensação de proximidade com a Deusa e os mistérios da Magia.


Ritual Para Apresentar Seu nome Mágico


Monte seu altar. Se o seu nome tiver um símbolo que o represente, coloque-o no altar. Por exemplo, se seu nome for águia selvagem, você pode colocar no altar uma pena para simbolizar seu nome. No mesmo altar, deixe a mão papel (pergaminho de preferência), uma caneta e um espelho. Deixe à mão, também, velas, incenso, água mineral e sal marinho, e se preferir, um instrumento musical que tenha preferência, ou um CD com a música suave que desejar.  Abra seu círculo, chame os quadrantes convide as Deidades e diga o seguinte: Eu .......... (diga o antigo nome) uso este nome pela última vez. Eu cresci, eu mudei. Eu evolui para a pessoa que se apresenta perante vocês neste momento. Já não sou mais ................ e já não tenho mais laços com este antigo nome que morreu na hora em que eu renasci. Vá até o altar e escreva seu novo nome no papel. Passe o papel pela fumaça do incenso dizendo: Que.......................... (seu novo nome) seja consagrado pelos poderes do AR. Que o Ar me dê a força do intelecto, a claridade da visão a pureza do amanhecer no primeiro instante em que eu tiver da nova vida Segure o papel sobre a vela (cuidado para não pegar fogo) Que......................... (seu novo nome) seja consagrado pelos poderes do Fogo. Que o Fogo me dê determinação, força e a energia existente em suas faíscas, durante toda a minha nova vida.. Borrife sobre o papel a água e diga: Que.......................... (seu novo nome) seja consagrado pelos poderes do Água. Que a água me dê a suave intuição, a profunda compreensão e a consciência dos mais profundos mistérios durante toda esta nova vida que nasce. Enterre o papel no sal marinho dizendo: Que......................... (seu novo nome) seja consagrado pelos poderes da Terra. Que a Terra me dê força e solidez, que me conecte com as energias da Mãe. Que me presenteie com uma consciência nova livre do temor das noites escuras. No caldeirão, queime o papel dizendo em voz bem firme: Eu sou .............. (nome novo)! Ar, Fogo, Água e Terra confirmo meu nome com orgulho. Eu sou .............! Eu sou ....................! Eu sou ...................! Dirija-se para cada ponto cardeal e diga: Norte Eu sou ................... que o senhor me conheça a partir de agora! Sul, eu sou ................... que o senhor me conheça a partir de agora! Leste, Eu sou .................. que o senhor me conheça a partir de agora! Oeste, eu sou .................. que o senhor me conheça a partir de agora! Fique diante do altar e invoque pela Deusa e invoque o Deus Amada Deusa (repetir para o Deus), peço que abençoe, a nova criança que se apresenta diante de vós. Que abençoe meus passos daqui por diante, pois, a partir de agora sou seu filho. Que só terá boca para pronunciar seu Nome. Só terá olhos para ver o brilho de vós. Me abençoe Mãe. Me abençoe Pai. A partir deste momento eu sou .................! Feito isto, perca um tempo meditando no que acabou de fazer. Escute sua música, se olhe no espelho e repita seu nome. Encerre o ritual de modo habitual.


Ritual do Globo Azul


Sente-se confortavelmente e relaxe. Procure não pensar em nada.


1) Sinta como é bom gostar de viver. Deixe que seu coração sinta-se livre, amigo, acima e além da mesquinhez dos problemas que devem estar lhe atingindo. Comece a cantar alguma canção da infância, baixinho. Imagine seu coração crescer, enchendo seu quarto — e depois sua casa — de uma luz azul intensa, brilhante.
2) Quando chegar a este ponto, comece a sentir a presença amiga dos anjos em que você depositava fé quando criança. Repare que eles estão presentes, chegando de todos os lugares, sorrindo e lhe dando fé e confiança na vida.
3) Mentalize os anjos se aproximando colocando as mãos sobre sua cabeça, e lhe desejando amor, paz e comunhão com o mundo. A comunhão dos anjos.
4) Quando esta sensação estiver bem intensa, sinta que a luz azul é um fluxo que entra e sai de você, como um raio brilhante, em movimento. Esta luz azul começa a se espalhar pela sua casa, depois pelo seu bairro, sua cidade, seu pais, e envolve o mundo num imenso globo azul. Ela é a manifestação do Amor Maior, que está além das batalhas do seu dia-a-dia, mas que lhe reforça e lhe dá vigor, energia e paz.
5) Mantenha o máximo de tempo possível esta luz espalhada pela mundo. O seu coração está aberto, espalhando Amor. Esta fase do exercício deve demorar no mínimo cinco minutos
6) Vá, pouco a pouco, saindo da transe e voltando à realidade. Os anjos ficarão por perto. A luz azul continuará espalhada pelo mundo.
Este Ritual pode e deve ser feito com mais de uma pessoa, se necessário. Neste caso, as pessoas devem estar com as mãos dadas.



Ritual de Regressão

Primeiro deite-se confortavelmente em um local ao ar livre. Relaxe sua mente e imagine que você está voando no espaço. Veja as estrelas, os planetas, apenas não imagine o sol, pois será este ponto que fará você voltar.

Imagine um castelo no meio do espaço. Se dirija até lá. Ao caminhar tente notar os detalhes e você logo perceberá que existe uma pequena porta ao final do castelo. Atravesse esta porta. Terá uma escada espiral onde dará num local tipo uma biblioteca, estes livros são suas vidas. Note quantos livros existem nas estantes e pense no quanto já viveu. Apanhe um livro e abra, e viva sua vida passada.

*Para regressar existem dois meios, esperar até sua morte na vida passada, ou pedir auxílio ao seu acompanhante para que este lhe mostre o sol.

*Este ritual deve ser feito com alguém que já realizou regressão para acompanhar os passos do iniciante.



Queima de Pedidos


A Queima de pedidos é um dos rituais tradicionais de Samhain. Nele banimos tudo o que tivemos de negativo e pedimos o que queremos atrair de positivo para o ano mágico que se inicia.

Para isso você vai precisar de:

· Dois pedaços de papel em branco;

· Um lápis;

· Álcool de cereais;

· Folhas de louro;

· Seu Caldeirão.

Num dos papéis escreva tudo aquilo que você quer afastar de sua vida: obstáculos, doenças, pessoas indesejadas, dificuldades, etc.

No outro escreva tudo aquilo que você quer atrair para a sua vida: saúde, prosperidade, amor, sucesso, etc.

Seja bem específico em seus pedidos e não se esqueça de no final assinar e colocar a seguinte frase: Que tudo isso seja correto e para o bem de todos.

Coloque um pouco de álcool no seu Caldeirão, acenda-o e jogue o primeiro papel, aquele que contém as coisas que você quer afastar, no fogo. Enquanto o papel queima, mentalize o mal sendo afastado. Peça à Deusa e ao Deus que todas as forças negativas sejam anuladas e que o mal seja banido.

Espere o fogo acabar, então coloque um pouco mais de álcool no Caldeirão, tomando o devido cuidado, pois o álcool quando colocado em um recipiente quente evapora e pode entrar em combustão espontaneamente. Jogue então o segundo papel, aquele que contém as coisas que você quer atrair para a sua vida, no fogo. Coloque as folhas de louro nas chamas, sempre mentalizando as boas coisas que você quer atrair para a sua vida.

Quando o fogo acabar, concentre-se na fumaça, provocada pelas folhas, subindo os céus, e peça que seus pedidos se elevem ao mundo dos Deuses.


Ritual da Serpente de Prata

Realize esse ritual no período do quarto crescente, quando a lua estiver em Câncer ou Escorpião(existem almanaques lunares que indicam o caminho da lua pelos signos no ano em vigor).
Você precisará de um ramo seco de alfazema, um punhado de sal marinho, uma pedra de rio, oito conchas da praia, um punhado de alecrim seco, quatro velas verdes e um cristal de duas pontas.
Trace um círculo com o sal marinho (espalhando-o a ponto de torná-lo uma delgada linha), coloque no centro o cristal e a pedra de rio, e, em torno deles, geometricamente dispostas, as oito conchas e por fim as quatro velas acesas na posição dos pontos cardeais. Salpique ao redor com o alecrim seco e queime incenso de alfazema.Sente-se no chão, dentro do círculo, com o rosto voltado para a vela que indica o Norte. Respire pausadamente e vá relaxando à medida que seu coração se torna mais audível. Você perceberá, então, que sua respiração se encontra no mesmo ritmo que suas batidas cardíacas.
Quando sentir que seu corpo está bem relaxado, observe o cristal no centro do círculo e repare que dentro dele está refletido um pequeno sol, formado pela chama das quatro vela se que se retrai e expande; aos poucos você percebe que, dentro dele, um delicado fio de prata de enrosca, preguiçoso. Acompanhe seus movimentos, a princípio lentos e tomando velocidade à medida que o observa. Uma energia muito intensa o atrairá para o centro desse pequeno sol. Deixe que seu corpo seja levado, sem esboçar nenhuma reação contrária.
Você descobrirá dentro de um enorme labirinto circular, de que só consegue ver os altos muros cobertos por uma verde camada de musgo. Estranhamente, você não tem a sensação de estar preso, e, dentro de si, existe uma alegre expectativa. Comece, então, a andar ao longo do labirinto. À medida que avança, uma música suave alcançará seus ouvidos. Essa música tem a predominância de flautas e parece vir seguindo as curvas do vento morno que agita seus cabelos. Uma intensa onda de felicidade invadirá seu coração. Nesse momento, você verá os muros do labirinto transformarem-se em finíssimos fios de prata que, delicadamente, se enroscam por todo o seu corpo. Em pouco tempo você estará toda envolvida, ainda que não experimente a menor sensação de opressão, ao contrário e inusitadamente,sente-se confortável, como se esse fosse seu estado natural.
A música torna-se mais intensa, e seu corpo é então atraído pelo solo. Deite-se e estique-se o máximo que puder, dando-se conta de que se transformou numa imensa cobra prateada! Seu corpo traça curvas sinuosas no solo, e o contato com a terra úmida lhe provoca delicados arrepios. Com o passar do tempo, você sentirá vontade de enroscar-se sobre si própria e, depois de fazer isso, sentirá um pequeno formigamento na região do ventre, que se dilatará enquanto intensa onda de calor tomará todo o seu ser. Um pequeno ovo de ouro estará depositado no centro da espiral que você terá traçado com seu corpo. Pegue-o com a boca e enterre-o num estreito buraco no solo. Aos poucos seus membros estarão soltos, e você terá recuperado sua forma. Nesse momento abandone a visualização. Levante-se suavemente e desfaça o círculo, dizendo as seguintes palavras:
Desfaço esta roda com a permissão da Mãe,
Apago o fogo, retiro o sal,
Recolho as conchas e as pedras,
Varro o alecrim e desfaço o Mal.
Que assim seja,
E assim se faça!
Nesse ritual estabelecemos contato com nossos medos, com aquilo que não queremos ver ou aceitar. Não foi à toa que a serpente se tornou um animal repelente para o ser humano. Por nos sabermos serpentes, por nos intuirmos fonte de prazer é que nos escondemos em medos, sempre metamorfoseados, a fim de não alcançar nossa serpente de prata. Desde muito pequenos somos persuadidos ao total esquecimento desse aspecto prazeroso que trazemos conosco. Tudo que vivenciamos deve ter sempre um aspecto de sacrifício, e, por mais que desconfiemos de que tal ensinamento deva estar errado, acabamos por sucumbir ao sofrimento e inventamos uma série de pavores que nos acompanham ao longo dos anos.
Uma bruxa sabe que viver é buscar o prazer, vivenciar cada instante em toda a sua plenitude. De nada vale a existência se ela não proporcionar prazer. A natureza é prazerosa; tudo nela parece uma grande risada. Você não será capaz de encontrar um riacho infeliz ou um pássaro problemático, ou um coelho deprimido. Nesse ritual nos deparamos com nossos muros, mas não sofremos, pois sabemos que ao final de tudo encontraremos nossa serpente e só assim conseguiremos gargalhar em coro com nossos semelhantes



Postar um comentário